Você sabe como escolher pneu para carro?

4 minutos para ler

Uma das dúvidas de muitos motoristas é como escolher pneu para carro. Geralmente, eles optam por usar uma “colinha” ao conferir o manual do fabricante e a orientação disposta.

No entanto, você realmente sabe como fazer essa escolha? Ao comprar pneus, você deve ter percebido que neles vêm alguns números e letras. Isso não está lá por acaso, pois corresponde a informações básicas sobre a fabricação e a qualidade.

Para ajudar você na hora de escolher um modelo de pneu para o seu carro, nós fizemos este artigo. Aqui, esclarecemos as principais dúvidas e ensinamos alguns segredos para acertar na hora da compra. Tenha uma boa leitura!

Como é a estrutura de um pneu?

Os pneus atuais são compostos por seis estruturas responsáveis pela sua durabilidade, bem como pelo seu desempenho nas pistas: banda de rodagem, cintas estabilizadoras, carcaça, estanque, talões e lateral. Cada uma dessas partes tem um papel importante e precisa estar em boas condições.

Abaixo, confira mais sobre cada uma delas:

  • banda de rodagem: é a única parte do pneu em que há contato direto com o solo e que é composta por outras partes. Os principais componentes são os sulcos;
  • cintas estabilizadoras: formadas por fios de aço e revertidas com borracha, elas têm ação direta no desempenho do pneu e na sua dirigibilidade, além de protegerem a carcaça e de garantirem conforto na direção;
  • carcaça: pode ser feita com cordonéis de aço, poliéster ou nylon. Atua para reter o ar, suportando o peso do veículo;
  • estanque: é a parte que substitui as tradicionais câmaras de ar nos pneus radiais;
  • talões: essa estrutura é responsável por fixar o pneu na roda, evitando o vazamento de ar;
  • lateral: uma das partes que mais sofre impacto durante a direção. Quanto maior ela for, melhor é o conforto do motorista.

Quais informações devem constar no pneu?

As informações que devem constar e que ajudam a escolher o pneu para carro são: largura em milímetros, relação da altura com a largura em porcentagem, diâmetro da roda em polegadas, estrutura radial, índice de carga e índice de velocidade. Além disso, devem constar a data de fabricação — ela é disponibilizada em semanas e com os dois últimos algarismos do ano — e o país de origem do pneu.

Para ficar mais fácil de fazer essa leitura, o que acha de um exemplo?

Vamos supor que está escrito o seguinte na borracha do pneu: “185/45 R15 75V”. Isso significa que ele tem 185 milímetros de largura, com uma parede correspondente a 45% da largura. O diâmetro, ou raio, é de 15 polegadas, suportando 630 quilos de até 240 km/h. Para esses dois últimos dados, existe uma tabela disponibilizada pelo Inmetro (Instituto Nacional Metrologia, Qualidade e Tecnologia) que pode ser consultada.

Quando deve ser feita a troca do pneu?

Antes de realizar a troca propriamente dita dos pneus, costuma-se indicar que seja feito o rodízio deles no carro. Isso significa alternar a posição, passando os dianteiros para a traseira e vice-versa. Geralmente, isso é feito quando se contabilizam entre 5 e 7 mil quilômetros rodados.

Agora, o momento certo para trocar os pneus é avaliado com a observação da altura dos sulcos. Por lei, eles devem ter uma altura mínima de 1,6 milímetros. O marcador de desgaste, simbolizado pela sigla TWI, também não deve ficar visível. Logo, assim que essa altura já não for mais atingida, é necessário realizar a compra e a troca dos pneus para garantir a segurança na direção.

Como escolher o pneu ideal para carro?

Além de contar com o apoio do manual do fabricante, é interessante avaliar qual a função do seu carro no dia a dia. Assim, caso você o use mais para rodar na cidade, o pneu não precisa suportar altas velocidades, não é mesmo? Por isso, para escolher o pneu ideal, você precisa ter bem claro como ele é utilizado e em que local será feita essa utilização.

Com as nossas dicas e explicações, com certeza, você não terá dúvidas sobre como escolher pneu para carro. Contudo, lembre-se de buscar por uma empresa de qualidade e que ofereça um atendimento diferenciado na hora de adquirir seus pneus.

Se você gostou deste artigo e quer ficar por dentro das novidades automotivas, aproveite a visita e assine a nossa newsletter!

Você também pode gostar

Deixe um comentário