Riscos do pneu desgastado: descubra como evitar problemas!

4 minutos para ler

Os pneus estão entre os itens mais importantes de um carro. Eles têm uma relação direta com fatores fundamentais da direção, como o desempenho, a estabilidade e a segurança — tanto dos passageiros quanto dos pedestres que circulam nas vias. Justamente por isso, é preciso tomar cuidado para evitar os riscos do pneu desgastado.

A seguir, vamos conferir algumas dessas complicações que andar com o pneu em mau estado pode oferecer a você, além de como evitá-las. Continue lendo!

Quais são os riscos do pneu desgastado?

Em primeiro lugar, vejamos os problemas e riscos mais comuns ao se dirigir com os pneus em estado inadequado.

Maiores chances de acidentes

Um grande risco de andar com um pneu desgastado é a ocorrência de acidentes. Ele pode provocar falta de estabilidade na direção e, assim, comprometer a sua qualidade e segurança. Como consequência, o motorista tem mais chances de perder o controle do veículo, colocando em risco a sua vida, a dos passageiros e a dos demais usuários das vias.

Possibilidade de multa

Pois é. Muitas pessoas não sabem disso e acabam recebendo multas por infração grave devido à falta de cuidado com os pneus. Há quem se defenda dizendo que o Código de Trânsito Brasileiro não traz nada diretamente sobre pneus (o que não está completamente errado), mas o que é considerado pela legislação/Conatran nesse caso é o tráfego de veículos em mau estado de conservação.

Segundo a regulamentação, a orientação é multar motoristas que dirijam com pneus que apresentem sinais de gastos excessivos, e isso se aplica até nas situações em que eles não estão “carecas” por completo.

Mais chances de aquaplanagem

A aquaplanagem ocorre quando o carro não consegue ter boa aderência ao solo devido a uma camada de água sobre ele, e começa a deslizar. Na maioria das vezes, a principal causa desse fenômeno é o desgaste do pneu — apesar de que a velocidade do veículo também pode interferir.

Em situações mais complicadas, a aquaplanagem pode fazer com que o carro mude de direção rapidamente, deixando-o mais propenso a acidentes.

Maior probabilidade de o carro atolar ou derrapar

Os padrões de sulcos dos pneus também têm a função de garantir que o carro tenha a tração adequada de acordo o tipo de pista. Então, se o pneu está desgastado, é mais complicado manter esse controle do veículo nas curvas, ou mesmo em frenagens bruscas. A mesma coisa ocorre nas situações de atolamento, por conta da falta de aderência.

Aumento o tempo de frenagem

A diferença entre a capacidade de desaceleração dos pneus em bom estado em relação aqueles que estão em mau estado é muito significativa. Quando o pneu está desgastado, a distância que o carro percorre até conseguir acaba sendo maior — cenário que se torna ainda mais problemático em dias de chuva.

Como evitar esses problemas?

Como vimos até aqui, o estado dos pneus de um carro interfere em vários aspectos do seu comportamento. Se nenhum cuidado é tomado, as possibilidades de gastos maiores em manutenções são quase certas — afinal, esse item tem uma relação direta com a durabilidade de várias outras partes do veículo.

Se você não tiver certeza sobre os riscos do pneu desgastado ou se já é necessário buscar pneus novos, a melhor opção é visitar uma concessionária ou oficina de confiança, para uma verificação. Lembre-se de que todo esse cuidado envolve não apenas o conforto do motorista e o desempenho do carro, mas também a segurança de todos!

Gostou de aprender mais sobre a segurança os pneus do seu carro? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e fique atualizado sobre todas as próximas novidades do blog!

Você também pode gostar

Deixe um comentário